terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Despedir-se

O caminho sempre é diverso. Alguns são quase infindáveis; outros, chegam logo ao seu fim. E, quando chega essa hora, quando chega a hora de partir, invade nossa alma uma multidão de sentimentos, de vivências e de pensamentos. A alegria nos toma pelo braço e faz um sorriso se desenhar no canto da boca ao lembrarmos de risadas, abraços e imprevistos, e o olho chega a ser quase mar quando sabemos que não reviveremos o cotidiano que nos encheu de sentido. Daí, a contradição nos encontra e, por vezes, faz transbordar... Tudo nos é novamente, tudo se revira, refaz. E seguimos.

3 comentários:

  1. O de volta é o único caminho para o que buscamos.
    GK

    ResponderExcluir
  2. O tudo é tudo, que por muitas vezes insistimos em nada...

    ResponderExcluir
  3. Quanto lirismo confessional em prosa! Somos mesmo complexos em nossos sentimentos em relação à forma como reagimos ao que nos sobrevêm na caminhada da vida. Parabéns!

    ResponderExcluir