sexta-feira, 13 de março de 2015

Confissão

"Sei o que sou mas quero mais 
Das certezas que estão 
No olhar para o céu, 
Na fogueira de São João."


Não prometo pra mim nada a não ser viver e me conhecer. A cada dia permito que a arte fale mais comigo, que a pele revele minhas emoções e que meu coração flua ao outro. Parece que poesia, música, fotografia, desenho, dança me encontram a cada passo pra dizer quem sou e pra questionar quem sou, pra me fazer ser mais do que minhas certezas e olhar a imensidão desta vida! Não tenho muitas habilidades pras artes, mas (expressão que adoro) quero que palavras, acordes, cores e movimentos que me toquem, inundem e tirem meus pés do chão ainda mais.

PS: Confesso que não descobri quem compôs a canção "Até aqui" citada inicialmente. Essa é interpretada pelos músicos Tiago Iorc e Duca Leindecker.

7 comentários:

  1. "Que a arte nos aponte uma resposta
    Mesmo que ela não saiba
    E que ninguém a tente complicar
    Porque é preciso simplicidade pra fazê-la florescer"

    Oswaldo Montenegro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E que a minha loucura seja perdoada
      Pois metade de mim é amor
      E a outra metade também.
      Oswaldo Montenegro

      =)

      Excluir
    2. Bela e oportuna complementação. Rsrsrs

      Excluir
    3. O que diz de mim e para mim. Tão diverso. Tão singular. E libertador.

      Queridades,

      Ótimo vcs aqui.

      Beijos

      Excluir
  2. Você não imagina o quanto o meu play do momento, na vida, tem essa voz que mais tem me acompanhado os dias e as tardes e as noites solitárias: Tiago Iorc.

    "Ainda sou herói que vem pra te salvar
    No labirinto dessa história."

    Letra fabulosa, né não...
    Em acordes, movimentos que tocam, inundam mesmo.
    ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou pesquisar melhor sobre esse representante da nova geração. Achei interessante.

      Excluir
    2. Adorável Iorc.

      Adoráveis Cila e Carlos.

      Excluir