quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Cabide

Cansada. Não entendo a lógica daqueles que deveriam ser eleitos para nos representar e utilizam dos serviços bancados com nossos impostos para tirar proveito pessoal. Essas pessoas não entendem a política como coletiva, mas como individual. Ao pensar, defender e executar uma ação, articulam todos os favores, favorecimentos e favorecidos. Tudo é analisado milimetricamente para que um novo mandato seja possível.
Assim, nosso suado dinheirinho vai para o bolso de quem não merece. São desvios, licitações furadas e muitos, mas muitos cabides de emprego. Sou servidora pública e para mim é difícil aceitar - e nem desejo - que pessoas que não queiram aprender nem trabalhar sejam privilegiadas por nossos "representantes políticos". Confesso esforçar-me bastante para manter a qualidade do serviço que presto, enquanto olho em volta e vejo "pessoas do meio político" (como os puxa-sacos de deputados, vereadores e afins se intitulam) não se importando nem em executar o trabalho, quanto mais com presteza. Mal sabem elas que são apenas peças de um tabuleiro lamacento, são apenas objetos nas mãos de alguém que por sua vez tem a ilusão de que o poder está nele localizado.
Falta-nos, às vezes, a malícia de perceber que pessoas em cargos políticos não se sentiriam assim se não fossem tratados assim. Afinal de contas, quem está para servir? As decisões deveriam privilegiar a quem? E quem pode cobrar?
Devemos lembrar que nós, cidadãos, é que somos patrões ou deveríamos ser!

Um comentário:

  1. Políticos deveriam ser "servidores públicos", mas não sabem o que é isso.

    ResponderExcluir